La Tour d’Argent, a harmonia entre o passado e o futuro

La Tour d'Argent, o restaurante mais histórico de Paris muda de chef e nós proporciona uma gastronomia impecável.

Tivemos a honra de ser convidados por Andre Tirel para almoçar em seu restaurante Tour d’Argent, certamente o restaurante mais emblemático e histórico de Paris, para provar o menu de verão criado por seu novo chef Yannick Franques.

Sobre o Chef

Yannick Franques, condecorado com o celebre distinção de Meilleurs Ouvrier de France 2004, construiu sua cozinha ao lado de grandes chefs como Eric Frechon no Bristol, Christian Constant no Crillon, Alain Ducasse no Louis XV e também Jean-Louis Nomicos na Grand Cascade. Além disso Yannick Franques também trabalhou no Château Saint-Martin em Vence, onde obteve duas estrelas no Guia Michelin.

Tour D'Argent Gastronomos

Mitos e histórias que rodeiam esta instituição francesa chamada: La Tour D’Argent


O lugar onde encontra-se o 
Tour d’Argent funciona como um restaurante desde 1582.Há registro que ali antigamente era uma taverna, que, conta a lenda, teria sido frequentada pelo rei Henri IV, o qual neste exato lugar, teria tomado conhecimento do uso do garfo.. 
Outra lenda histórica que rodeia este lugar nos conta que foi lá que o Duque e Cardeal de Richelieu, arquiteto do absolutismo na França, foi servido pela primeira vez de uma novidade, o café. 

O restaurante possuí também uma famosa adega com mais de 500 mil garrafas, a qual é guardada 24 horas por dia, 7 dias por semana. Esta cave, famosa na Europa, atirou a atenção imediata dos generais nazistas durante a ocupação de Paris na segunda guerra, e seu proprietáro utilizou uma manobra cinematográfica para esconder seus maiores tesouros. Recomendo a quem quiser se aprofundar nesta envolvente história ler o livro: Vinho & Guerra de Don e Petie Kladstrup . 

Sem dúvida um restaurante bem frequentado

Voltando a era contemporânea, o restaurante hoje conhecido por suas especialidades a base no Pato. O “Tour d’Argent” tem sua própria granja onde cria seus patos para ter absoluto controle de sua qualidade do inicio ao fim.
A
 sala de jantar principal proporciona uma extraordinaria do Rio Sena, da Notre Dame e de Paris.
Teve como clientes célebres, entre outros, Theodore Roosevelt, Hirohito, Elizabeth II, Charles Chaplin, Grace Kelly. Também ali estiveram Winston Churchill, JohKennedy, Mikhail Gorbachev e outros. Jean Cocteau constumava chamar o “Maître” Freric Delair (que teve a idéia de numerar os “patos servidos) de Henrik Ibsen, por sua semelhança com o poeta e dramaturgo norueguês.

Por ultimo, mas não menos importante, vale lembrar que foi La Tour D’Argent serviu como inspiração a cenas de restaurante do excelente filme Ratatouille. Segue abaixo o menu deste inesquecível evento.

O menu de verão La Tour d”Argent

Amuse-Bouches

La Noire de Crimée Gaspacho tomate cereja & cereja ligeramente acidulada
Chantilly burrata, amendoas frescas Quenelle de brohet de Gravieres de Vetheuil

Tour D'Argent Gastronomos
Gratinado sobre um brioche, champignon girolles Caldo de brocoletti

Tour D'Argent Gastronomos
Sait Pierre Legumes verdes ao oleo pistache e combawa Maceração de chalotas e vinagre de vinho

Tour D'Argent Gastronomos
Le Canneton Challandais Supremo de pato rôti, glaceado ao mel
Mousseline de aipo rabono, pessogos confitados e tomillo

Tour D'Argent Gastronomos
Framboise
Biscuit baunilha de Papantha, verbena, sorbet de frutas vermelhas

Café – Mignardise

Vinhos:
Iseres Balmes Dauphinoises
Nicolas Gonin – Altese 2016

Saint-Joseph
Jean Lois Chave 2012

La Tour d’Argent
15 Quai de la Tournelle
75005 Paris
01 43 54 23 31
tourdargent.com

SIGA O GASTRONOMOS E TRAGA A GASTRONOMIA FRANCESA PARA O SEU FEED
 FACEBOOK
 INSTAGRAM