A Bretanha e o Monte Saint Michel

Um lugar que une gastronomia, cultura e paisagens únicas

3 a 7 dias
o ano todo
frutos do mar, crepes, cidras, doces celtas, manteigas e mais
com ou sem guia
PT - ES - EN

O QUE NOS TRAZ AQUI
A Bretanha é a região que se situa no extremo oeste da França e que conta com mais de 1.000 km de costa! Não é à toa que sua comida e gastronomia sejam baseadas principalmente em frutos do mar frescos e de qualidade. Desde suas famosas travessas com peixes e crustáceos exclusivamente locais até as tradicionais ostras e mexilhões. Os frutos do mar da Bretanha estão entre os mais conhecidos, deliciosos e consagrados do mundo!
Mas se isso não bastasse, a Bretanha também é famosa por sua renomada manteiga, e suas sobremesas e doces celtas. Entre suas especialidades mais conhecidas estão os deliciosos Crêpes, seu Caramelo de manteiga salgada, o Kouign Amann e o Far Breton –  que retratam a forte importância do folclore e das tradições populares nesta animada região francesa.
O Monte Saint-Michel, uma pequena cidade medieval bem na fronteira da Normandia com a Bretanha é um desses lugares fascinantes que se tornou desejo de muitos aficionados por belas viagens. Seja pela bela Abadia que ocupa o topo do Monte ou pelo incrível fenômeno da maré, o Monte Saint-Michel é uma atração única e imperdível.

 

O QUE VAI ACONTECER
Esta região é sem dúvida umas das mais gastronômicas da França cheio de maravilhosas cidades e lugares a serem desvendados. Não é necessário percorrer toda a região para encontrar uma grande variedade de belezas naturais e produtos excepcionais na Bretanha.
Nesta viagem nos hospedaremos em um ponto estratégico da região e nos deixaremos envolver pelas paisagens e gastronomia local. Nosso roteiro inclui por exemplo a histórica e imperdível Saint Malo, a belíssima Cancale e seu mercado de ostras ou a cidade fortificada de Dinan assim como outros pequenos vilarejos da região.
Vamos descobrir as riquezas da excepcional Baía do Monte Saint-Michel, visitar fazendas de ostras, comer doces e biscoitos artesanais, degustar cidras e destilados locais e comer em restaurantes com menus elaborados com 100% produtos locais e da estação.
Este é um é um daqueles destinos onde quanto mais ficamos, mais coisas temos para descobrir.

 

O QUE ESTA INCLUÍDO
– Pesquisa, planejamento e reservas de passeios, espaços culturais e restaurantes

 

O QUE PODE SER INCLUÍDO
– Transporte de ida e volta a partir de Paris (carro ou trem)
– Motorista particular
– Guia especializado em Gastronomia
– Reserva de hotel
– Passeios complementares e visitas personalizadas
– Aula de cozinha

ONDE VAMOS
você sabia ?
Por que a manteiga bretã é salgada? No passado, o sal era algo muito caro usado quase exclusivamente para preservar os alimentos. Em 1343, o Rei Felipe VI instaura a Gabelle, um imposto sobre o sal que duraria mais de 400 anos. No entando, nesta época a Bretanha ainda não estava anexada à França, ela era independente, portanto não impactada por este imposto. Devido a esta isenção fiscal, o consumo de manteiga salgada, que até então se equiparava com a manteiga sem sal, floresceu nas mesas bretãs. E desde de então é um dos simbolos de sua culinária.

Escreva-nos para reservar ou personalizar essa experiência

TELEFONE / WHATSAPP